O Ibitipoca Off Road chega à sua 28ª edição comemorando mais uma vez o sucesso em participação. 

 A previsão da organização é de mais de 550 participantes de todo o Brasil, disputando 14 categorias nas motos e cinco nos carros.

E como inovação e expertise estão no DNA da prova, o IOR 2017 reforça seu compromisso em ser um evento fraterno (mesmo com alto grau competitivo das provas), organizado, tecnicamente bem elaborado, charmoso e sustentável, sempre focando no humano e, principalmente, na preservação sustentável de todo o percurso do enduro.

      É dentro desta filosofia que a organização do IOR irá realizar, pela segunda vez, o mapeamento da emissão de dióxido de carbono (C02), o principal responsável pelo efeito estufa, para traçar o perfil das emissões de Gases de Efeito Estufa (GEE) na atmosfera durante a realização do IOR 2017. Como em 2014, o trabalho ficará a cargo do Instituto Brasileiro de Defesa da Natureza (IBDN), sediado em São Paulo, com o apoio da empresa japonesa Sompo Seguros.

      Por esta ação, O IBDN concedeu ao evento o selo “Evento Neutro de Carbono”, que tem por objetivo a implementação de medidas para neutralizar as emissões de carbono, atendendo às diretrizes do Painel de Mudanças Climáticas do Brasil. O IOR é o primeiro evento do gênero na região a conquistar pela segunda vez o selo.

      

    A Neutralização

   Para realizar o trabalho deCompensação de Carbono, passo importante no fortalecimento dos princípios de atuação do IOR: esporte e sustentabilidade, o IBDN mobilizará 04 (quatro) profissionais que farão o levantamento da queima de combustível, fóssil e gás, liberada durante os três dias de prova (organização, equipe de segurança e de apoio, etc), consumo de energia elétrica, produção de resíduos e  descarte de material gráfico.

    Esta contagem inclui ainda a distância percorrida por todos os inscritos, do seu destino de origem até Juiz de Fora, e na trilha. A equipe contabilizará os dias de montagem, realização e desmontagem do evento e, após aferir os dados, todos serão inseridos em uma Calculadora de Carbono equivalente, que converterá em árvores. As mudas (espécies nativas da Mata Atlântica) serão retiradas dos viveiros do IBDN e plantadas na floresta SOMPO, no parque Ecológico do Tietê, em São Paulo. O plantio e o monitoramento das espécies serão coordenados por técnicos do IBDN.

       O resultado final será demonstrado no “Inventário de Emissões de G.E.E.” e assim será possível traçar metas de compensação ambiental (neutralização) na mesma proporção. O inventário é desenvolvido com base em metodologias do Painel Intergovernamental de Mudanças Climáticas da ONU (IPCC), do GHG Protocol, Painel de Mudanças Climáticas do Brasil (PBMC) e relatórios da Coordenação-Geral de Mudanças Globais do Clima, do Ministério da Ciência e Tecnologia. As mudas serão retiradas dos viveiros do instituto, em São Paulo, e o trabalho de plantio/monitoramento será coordenado por técnicos do IBDN.

Resultados da compensação de carbono em 2014

   De acordo com o Inventário de Gases do Efeito Estufa, emitido pelo IBDN na 25ª edição do IOR, realizado em 2014, o grande emissor de gases de efeito estufa (GEE) foi a equipe de apoio da competição. O documento mostrou que, durante os três dias do rali, foram liberadas mais de 75 mil toneladas de gás carbônico equivalente (tCO2eq, unidade usada para medir a liberação de gases que interferem no aquecimento global).

   Do total, 80% vêm dos carros de apoio dos competidores e apenas 18% correspondem aos pilotos nas trilhas. O restante se dividiu entre resíduos sólidos, energia elétrica e gás GLP.

     A compensação das emissões de GEE foi realizada pela empresa Vital Engenharia Ambiental, gestora da Central de Tratamento de Resíduos (CTR-Zona da Mata), e que concedeu o selo “Evento Neutro de Carbono” ao rali. Ao todo, a empresa teve a responsabilidade de plantar 448 mudas de plantas nativas da Mata Atlântica para “compensar” a emissão de gases poluidores durante os três dias da competição. O local escolhido para o plantio foi uma área do aterro sanitário, em Juiz de Fora.

PARCEIROS
  O 28º Ipiranga Ibitipoca Off Road está programado para os dias 5 e 6 de agosto e tem patrocínio master de Ipiranga Lubrificantes. Patrocínio de Amarok Thema Veículos, Suprema, Térmica Embalagens, Reprocópia, Fripai Alimentos e Independência Motos. O apoio, de Sompo Seguros, Cervejaria Antuérpia, Imagem Letreiros, ASW Racing, Água Mineral Serra Alta de Minas, Tribuna de Minas e Rádio Solar.

OBS:

** Neutralização de Carbono – ação que antecede a emissão de Gases de Efeito estufa (GEE). Torna o ciclo neutro antes mesmo dele ocorrer.

** Sequestro de Carbono – retira da atmosfera as emissões já realizadas.

 

Siga-nos

Últimas Notícias

Localização

Endereço:
Avenida Presidente Getúlio Vargas, 675
Juiz de Fora-MG / Lima Duarte-MG
Conceição do Ibitipoca-MG

Tel: (32) 3217-9018

Email: ior@ibitibocaoffroad.com.br